Bonito/MS: dicas para você montar o seu roteiro

Por Natália Góes

Sabe tudo aquilo que você já ouviu e leu sobre Bonito? É tudo a mais pura verdade! Além ser um pólo de ecoturismo conhecido mundialmente, tem como principal atração suas paisagens naturais. É rico em grutas, cavernas, rios de águas cristalinas para mergulhos e flutuação, cachoeiras e dolinas.

Flutuação em Bonito: sensação de estar dentro de um aquário lotado de peixes
Cachoeiras: outra atração de Bonito

Bonito é um município do estado de Mato Grosso do Sul, região Centro-Oeste do Brasil. Em conjunto com os municípios de Jardim, Guia Lopes da Laguna e Bodoquena integra o complexo turístico do Parque Nacional da Serra da Bodoquena.

Piraputangas, espécie de peixe mais comum por lá, em monumento na praça principal da cidade

Estive em Bonito em março de 2011 e fevereiro de 2015, ambas aproveitando o feriado de Carnaval. O período não é o melhor para visitação devido às chuvas, que deixam alguns rios cheios e turvos, atrapalhando a realização de alguns passeios. Outro ponto a ser comentado é que o acesso a muitas atrações se faz por estrada de terra, que com a chuva ficam lamosas e cheias de poças, o que também pode atrapalhar a programação.

A seguir eu conto as atrações que visitei, os hotéis que me hospedei nas duas visitas e como fiz para chegar até lá.

Como chegar


Em minhas duas visitas eu voei do Rio de Janeiro até Campo Grande. Da primeira vez eu optei por reservar com antecedência um transfer para o trajeto Campo Grande-Bonito-Campo Grande (várias empresas de turismo oferecem este serviço por lá). Porém, em minha ultima visita, optei por alugar um carro para seguir até Bonito. Há três caminhos possíveis, onde o mais rápido é o que pega a BR-060, passando por Sidrolândia e Nioaque; há também os trajetos pela BR-262, que passam por Aquidauana. Optei por fazer o caminho mais comprido passando por Aquidauana, Miranda e Bodoquena, pois passaria também no Pantanal. A parte da estrada em que peguei a MS-339 é meio confusa (faltam placas), mas a estrada está com pavimentação super boa, embora não tenha acostamento. 

A rodovia BR-262 é bastante sinalizada (embora algumas placas sejam confusas). Há muitos radares e placas de redução da velocidade, visto que há muitos animais silvestres nas redondezas; lembre-se que você estará passando pelo Pantanal. Há também muitas placas pedindo a proteção aos animais do Pantanal. No trecho final entre Bodoquena e Bonito, a estrada vai beirando o Parque Nacional da Serra da Bodoquena, dando um charme a mais ao trajeto.

Fizemos o trajeto todo, incluindo 2 paradas para lanche e esticar as pernas em, aproximadamente, 4 horas.

O que é melhor então: alugar um carro ou reservar um transfer? A resposta a é: depende! 

Alugar um carro te dará liberdade para escolher por qual estrada quer viajar, a hora que deseja sair do hotel e a hora de deixar cada uma das atrações; mas os custos com o carro envolvendo as diárias (pelo que vi é mais barato alugar em Campo Grande que em Bonito), o combustível,  que é bem caro por lá (na ocasião o litro do combustível estava uns R$ 0,40 mais caro do que no Rio) e os seguros básicos do veículo podem tornar a viagem mais dispendiosa. Também há o inconveniente que alguns postos da estrada não aceitam cartão. Dai vc sempre tem que estar com dinheiro na carteira. A estrada de acesso à bonito é boa, não tem pedágios, mas tem uma infinidade de radares e controladores de velocidades; há muitos trechos onde a velocidade permitida é apenas 40 km ou 60 km, o que torna o tempo de viagem maior.

Carro que alugamos durante a viagem de 2015; a estrada de terra nos leva à Estância Mimosa.
Reservar o transfer para o deslocamento entre cidades, além do deslocamento para os passeios, é uma opção confortável no sentido de não ter que se preocupar com os caminhos e as distâncias. Porém pode deixar seu horário limitado visto que o transporte, em geral, é coletivo, tendo horários pré-estabelecidos para chegada e saída das atrações.

Paisagem que encanta na estrada. Todos os dias que dirigimos por lá vimos tucanos sobrevoando a estrada. <3


Hospedagem


Em 2011 fechei minha viagem super em cima da hora. Consegui vaga apenas no Ecoresort Zagaia, que é maravilhoso, especialmente para quem viaja com crianças. Os quartos são confortáveis, a área de lazer do hotel é super completa: sauna, piscina, salao de jogos; e os animais que ficam livres na área do hotel também são uma graça. Lembro de acordar todos os dias com as seriemas na minha janela <3

Pois bem, tanto conforto tem seu preço; e o Zagaia não é uma opção das mais econômicas. O fato dele ficar mais afastado do centro é ótimo para quem está de carro ou quem busca ficar mais isolado. Porém para quem quer frequentar os restaurantes do centro e ter mais liberdade de sair sem carro, o ideal é buscar um hotel mais próximo do centro e, acredite, as opções são muitas.

Ecoresort Zagaia
Piscina do Ecoresort Zagaia
Redário do Ecoresort Zagaia
Em 2015 fiquei na Pousada Solar do Cerrado, que localiza-se a menos de 1 km do centrinho. A pousada é simples e tem 2 tipos de acomodações: apartamentos e chalés. Peguei um apartamento térreo bem amplo, com frigobar, hidromassagem, banheiro reformado e uma pequena sacada. Nas áreas comuns tem o restaurante e a piscina. Um sossego só! E para quem vem de carro, a pousada tem estacionamento próprio. O café da manhã é simples, mas gostoso. Oferece frutas, pães, frios, sucos e bolos. Tem wi-fi gratuito, mas no quarto que eu fiquei não funcionava.

Área comum e acesso aos quartos da Pousada Solar do Cerrado
Piscina da Pousada Solar do Cerrado

Onde comer


Pastel Bonito - experimentamos primeiro os sabores que eram indicação da casa: pintado e mandioca, queijo e carne seca; queríamos provar também o de jacaré, mas estava em falta. Depois pegamos sabores mais tradicionais: calabresa e pizza. O pastel é grandinho e vem bem sequinho. Eles fazem super rápido. Para acompanhar tomamos Heineken de garrafa de 600ml. Não aceita cartão de débito, nem de crédito, portante leve dinheiro em espécie.

Casa do João - considerado um dos melhores restaurantes de Bonito. Chegue cedo ou prepare-se para fila.

Parte do cardápio do Restaurante Casa do João mostrando opções de pratos típicos.
Sobremesa que estava uma delícia!!

Zapi Zen - Comemos pizza no Zapi Zen e estava uma delícia. A massa e bem leve e o tamanho é otimo.
Zapi Zen; simples e gostosa
Delícias do Cerrado sorvetes de frutas do cerrado entre outros. Sorvetes com sabores do Cerrado: guavira (o melhor), Bocaiúva e jaracatiá.

A Bocaiúva é um fruto (ou semente) típica do Pantanal usada para fazer vários produtos típicos, entre eles a paçoca de Bocaiúva e o milk-shake que foi premiado com título de melhor sobremesa típica do Patanal. Para provar, para no Posto Pioneiro em Miranda para provar.

Restaurante Encontro das Águas - localizado dentro da Pousada Águas de Bonito. Cardápio simples, porém com opções diferentes dos restaurantes do centro da cidade. Achei o preço das carnes um pouco salgados, optamos por comer massa e risoto e estavam gostosos e bem preparados.

Restaurante Encontro das Águas
Taboa Bar - Point de Bonito e lugar ideal para quem busca uma boa cerveja ou cachaça artesanal, acompanhada de música ao vivo. Na alta temporada o bar costuma ficar cheio.

Das comidas típicas: o jacaré é oferecido quase em todos os lugares, com diferentes apresentações, como pode-se perceber nesta foto.

O que fazer


Recanto Ecológico Rio da Prata - localiza-se no município de Jardim, a cerca de 50km de Bonito. Quando eu fui, estava chovendo bastante na região; acabei utilizando um caminho mais comprido que passava por Guia Lopes e aumentava o trajeto em 50km. O local oferece cavalgadas e flutuação, que é realizada no Rio Formoso, sendo este um dos programas mais procurados em Bonito. É possível conciliar estes passeios com um almoço servido entre 11h e 12h com comidas e doces típicos da região e vegetais cultivados na horta deles. Tudo é muito gostoso.

A flutuação é feita na nascente Olho d'Boi, que mesmo em dias de chuva mantém suas águas claras (comprovamos isso porque estava chovendo muito durante toda a manhã na região). O passeio inicia com uma trilha de aprox 40 minutos onde é possível observar a vegetação típica e alguns animais (esta parte vai depender da sua sorte). Vimos uma família inteira de mutuns por 2 vezes. Uma graça. E no final do passeio vimos 1 tatu peludo e várias seriemas. Durante a flutuação é possível observar pelo menos umas 20 espécies de peixes, embora existam muito mais. Tivemos sorte de ver um jacaré coroa logo no início do passeio, com a cabeça pra fora d'água e o corpo para dentro. Leve uma câmera aquática para registrar o momento. Caso não tenha uma, é possível a locação no próprio local ou em lojas no centro de Bonito.

Recanto Ecologico rio da Prata: parte da propriedade
Redário onde podemos aguardar enquanto não chega a hora do nosso passeio


Araras que vivem na propriedade
Alimentação das araras, também no interior da propriedade
Eu já preparada para a flutuação
Flutuação na nascente Olho d'Boi
Flutuação na nascente Olho d'Boi
Estância Mimosa Ecoturismo - fazenda localizada no município de Bonito. Logo na entrada, a esquerda, está o lago dos jacarés, onde tem alguns jacarés do papo amarelo. Não é incomum vê-los tomando sol no deck ou com os olhos de fora dentro do lago. O maior deles chega a 2,7m de comprimento. O passeio incluía uma trilha para visitação e banho em algumas cachoeiras (paramos em 7). A trilha mais os banhos duram em torno de 4 horas. E tem a opção de incluir o almoço na fazenda, com comida caseira e tradicional.

Entrada do receptivo
Araras que habitam a propriedade

Um dos jacarés que vive na lagoa da propriedade. Dizem por lá que ao todo são uns 10 jacarés.
Mais um jacaré da propriedade
Primeira cachoeira que paramos para mergulhar durante a trilha. Linda, não!?
Mais um ponto de parada delicioso durante o passeio
Apaixonada por esta agua verde das cachoeiras. Beleza sem limites.
Mais uma das cachoeiras da trilha que paramos para um mergulho
Mergulho gostoso em uma das cachoeiras da trilha (no meu pé a botinha de neoprene que aluguei para o passeio)
Almoço da fazenda altamente recomendado: comida fresquinha e deliciosa!
Sobremesas caseiras
Fábrica da Taboa - Visita e degustação de cachaças artesanais. A visita inicia por uma réplica do primeiro bar em 1996. Dona Andreia é a criadora da cachaca, e a ideia veio a partir do pedido de amigos em servir um bebida mais forte. A mistura de ervas com cachaça agradou a todos, que diziam que a bebida "Ta boa", dai o nome. O sucesso aumentou e chegou aos turistas, que pediam para comprar a garrafa para levar. Daí a necessidade de criar uma embalagem, onde foi o usada a palha também chamada de taboa, que a partir de um processo artesanal (que é mostrado durante a visita), toma a forma da garrafa. Seguimos visitando o jardim e a horta, onde há exemplares das plantas e ervas usadas na produção das cachaças. Na fábrica também é feito artesanato, que é vendido na loja da fábrica e na loja do bar, no centro de bonito. Ao final da visita é possível degustar 20 tipos de cachaças Taboa. A tradicional leva canela, mel, guaraná em pó e gengibre, e é a base de todas as cachaças com exceção da cachaça pura e da de guavira. A visita pode ser feita de 15h as 20h, de segunda a sábado, com saídas a cada hora (a visita dura cerca de 40 min).

Bem vindo à Fabrica da Taboa!
Propriedade da fábrica rica em verde
Confecção artesanal das garrafas da cachaça Taboa 
Degustação de 20 tipos (isso mesmo!!) ao final da visita
Aquário de Bonito - Os guias que trabalham no Aquário orientam e dão informações sobre os peixes de Bonito e do pantanal que ali estão expostos. Mais 60 espécies estão separadas em aquários e identificadas por placas. É o único aquário do estado do MS. A maior parte dos peixes ali expostos é possível ver durante as flutuações nos rios de Bonito, com exceção dos peixes que ocorrem somente no Pantanal e do pintado Albino. A entrada custava R$ 25,00 e a visita completa dura cerca de 40 minutos.

Um dos aquarios internos
Espécie albina rara
A simpática raia do Aquário de Bonito, que se deixava acariciar
Rio do Peixe - fizemos a trilha para conhecer as cachoeiras. Infelizmente o tempo não ajudou e choveu muito durante o trajeto. Acabamos desistindo de fazer a trilha até o final e voltamos para a sede da fazenda, onde o almoço é servido. Os grupos que vão para as trilhas tem 20 pessoas e são acompanhados por um guia. O almoço é servido em torno das 12h. Na sede há também um redário coberto e muitos animais como a anta Gigi, que estava recepcionando os visitantes de manhã cedo, e um número grande de macacos, que brincam, comem as frutas e interagem divertindo a todos. O espaço passa por obras e, devido a chuva, tinha muita lama. Achei também que a estrutura dos banheiros deixou um pouco a desejar. O fato do local estar passando por obras tb causou um pouco de incômodo, visto que, por causa da chuva, muito material da obra escorria para o caminho até os vestiários/banheiros fazendo muita lama e cobrindo o passeio. Trilha começa no Rio Olaria e termina no Rio do Peixe. Haviam muitas piraputangas, peixes típicos da região.

Redário da fazenda Rio do Peixe: só de olhar já dá uma preguiça...
Um dos vários macaquinhos que existem na propriedade. 
Este atacou uma fruta no pé. Mas cuidado que eles costumam roubar as comidas da mesa também ;)
A simpatica anta Gigi, que faz a alegria das crianças e dos adultos
Cachoeira do Elefante: uma das primeiras que paramos durante a trilha (antes da chuva nos pegar)

Buraco das Araras - Um santuário lindo da natureza. O passeio se inicia com uma caminhada leve pela mata (menos de 1 km) com 2 paradas em mirantes, até que se chega ao famoso buraco (dolina) onde, num determinado momento, as araras (principalmente as vermelhas) chegam em bandos para ocuparem seus ninhos. É uma enorme cratera em arenito com 120m de profundidade e 500 m de diâmetro. É lindo e mágico. Indico demais. No fundo do buraco há uma lagoa de coloração verde cercada pela mata. Os guias dizem que a lagoa é habitada por jacarés. Por ser uma área de proteção ambiental, além das araras é possível, com sorte, observar também tatus, tamanduás, quatis e outras 130 espécies de aves, incluindo tucanos.

Silêncio durante a trilha é fundamen tal para avistar mais passaros silvestres. 
Mirante do lado oposto ao do meu grupo. Na arvore à esquerda tem um casal de araras.

As araras chegando. Neste momento é uma emoção só.
Casal de araras nos galhos

Fundo do Buraco das Araras
Gruta do Lago Azul - É, sem dúvida, a maior atração de Bonito. A caverna possui em seu interior um lago de águas azuis cristalinas com dimensões que a tornam uma das maiores cavidades inundadas do mundo. A Gruta do Lago Azul impressiona! O local também está cercado por estalactites, estalagmites e travertidos. Ninguém sabe ao certo de onde vêm estas águas, mas acredita-se na existência de um rio subterrâneo que alimenta este lago. Antigamente era permitido se banhar nas águas da gruta; de alguns anos pra cá isso mudou, em função da preservação da vida presente nestas águas. Durante a visita é possível descer na gruta e chegar bem próximo da água; se banhar, não mais. A gruta fica a 15 Km de Bonito e o passeio dura cerca de 2 a 3 horas.

Azul incrivel da Gruta do Lago Azul
Tirar uma boa foto dentro da caverna é dificil; mas o importante é mostrar para vocês o quanto azul a água dentro dela é.

Descida na caverna até o lago. Os grupos são pequenos e o uso do capacete é obrigatório.
Rio Sucuri - No Rio Sucuri, o calcário e as cascas de caramujo dão um tom impressionante de azul à água, que se mistura com tons verdes, vermelhos e amarelos da vegetação. Comparando com a flutuação do Rio da Prata, achei esta flutuação com menos peixe, porém mais rica em vegetação.

Parte do receptivo Rio Sucuri
Piscina do receptivo, que pode ser usada antes ou depois dos passeios e flutuação

Pronta para a flutuação, já em transporte no caminhão
Parte do rio e da vegetação que o cerca
Rio Sucuri
Reparem nos peixes dentro do rio. A visibilidade é incrível!
Um pouco da flutuação

Roteiros:


Roteiro dia a dia em 2015:

Dia 1(sabado): Voamos do Rio de Janeiro para Campo Grande pela manhã; alugamos carro em Campo Grande e seguimos até Bonito. Jantamos no "Pastel Bonito".
Dia 2 (domingo):Almoço +  flutuação no Rio da Prata. Jantamos no restaurante "Casa do João".
Dia 3 (segunda): Trilhas + almoço na Estância Mimosa; Visita a Fábrica da Taboa, Visita ao Aquário de Bonito; Jantamos no Zapi Zen e tomamos sorvete no Delícias do Cerrado.
Dia 4 (terça): Trilhas e almoço na Fazenda Rio do Peixe; Jantamos no restaurante da pousada Paraíso das Águas.
Dia 5 (quarta): Voltamos dirigindo de Bonito até Campo Grande, onde devolvemos o carro. Voamos de Campo Grande até o Rio de Janeiro no fim da tarde.

Roteiro dia a dia em 2011:

Dia 1(sabado): Voei do Rio de Janeiro para Campo Grande, chegando pela tarde; havia contratado um transfer que já esperava no aeroporto.
Dia 2 (domingo): Flutuação no Rio da Prata + Almoço e visita ao Buraco das Araras na parte da tarde.
Dia 3 (segunda): Gruta do Lago Azul, seguida de Trilhas + almoço na Estância Mimosa;
Dia 4 (terça): Neste dia eu faria o Boia Cross no Rio Formoso, mas choveu demais e impossibilitou o passeio. Por ser periodo de carnaval, também não consegui vaga em outros passeios. Acabei curtindo as instalações do hotel.
Dia 5 (quarta): Voltei de transfer de Bonito até Campo Grande, onde peguei o vôo de volta para o Rio de Janeiro.


Espero que este relato sobre Bonito ajude você a planejar sua viagem até este paraíso. Podem deixar seus comentários, dicas, dúvidas e sugestões na caixa de comentários abaixo.

Até a próxima trip ;)

Natália

Comentários

  1. Adorei suas dicas, parabéns pelo blog. Sempre encontro pacotes para Bonito em https://www.agenciasucuri.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá, gostaria de saber que agência você contratou para a realização dos teus passeios? Qual você me indica?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Jaqueline. Das 2 vezes que estive lá fiz meus passeios com a Ygarape (http://agenciaygarape.com.br/).

      Beijos

      Excluir
  3. Olá, Jaqueline. Das 2 vezes que estive lá fiz meus passeios com a Ygarape (http://agenciaygarape.com.br/).

    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigada por deixar o seu comentário por aqui :)

Postagens mais visitadas