Malta – Pra terminar

Por Natália Góes


Se você chegou aqui no blog diretamente neste post e quer dicas sobre Malta, então é melhor checar estes aqui também:


O site oficial de Malta é este! E nele há bastante informação útil para quem pretende vir a este país. 

Meu objetivo indo para Malta foi estudar inglês, como eu já havia dito no meu primeiro post. Fechei aqui pelo Brasil um pacote pela STB e não tenho do que reclamar; eles foram muito atenciosos. A escola que estudei chama-se IELS e também foi muito organizada. Confesso que aproveitei mais as turmas de gramática do que as de conversação devido aos múltiplos sotaques. Havia a opção de aulas particulares, mas acabei não conseguindo fazer porque necessitava de solicitação prévia.

Às vezes me perguntam: valeu a pena fechar o pacote com uma agência já que há custos maiores envolvidos? No meu caso, eu já sabia que com a agência sairia um pouco mais caro; mas como ia sozinha para um lugar que pouco antes eu nem sabia que existia no mapa e também não teria muito tempo para organizar a viagem, me senti mais segura fazendo dessa forma. Se eu voltasse hoje lá com o mesmo objetivo, tranquilamente faria tudo por conta própria para economizar alguns bons euros. Então se você for uma pessoa tranquila em relação a isso, que se vire bem em qualquer adversidade, e queira economizar fica a dica: entre em contato diretamente com os cursos e faça tudo por conta própria.

Falando um pouco das comidinhas, a culinária sofre muita influência da Itália e do Mediterrâneo. Então espere encontrar muitos peixes, frutos do mar e massas. O coelho é um prato bem tradicional por lá...e você vai encontrar de diversas formas (ensopado, frito, assado) e com bastante facilidade. Na época que fui também ouvi muito falar sobre um peixe chamado lampuki. Os malteses adoram e ele só é encontrado durante os meses de setembro a novembro. Quanto aos pães, gostei muito do Ftira.

Caffe Cordina: à esquerda um sanduiche com o pão Ftira e a direita um coelho assado com fritas; uma Cisk ao fundo


Com relação aos restaurantes, cafeterias e bares, seguem abaixo algumas dicas:

Peperoncino – amei este restaurante em St. Julians. Dos que fui, foi o meu preferido. Ambiente romântico, boa comida e bons vinhos. Recomendadíssimo. Fiz reserva com 1 dia de antecedência.

Vecchia Napole – Pizza deliciosa!!! Exatamente como na Itália. Gostei tanto que fui mais de uma vez. Ambiente mais despojado, familiar. Fica próximo ao limite entre Sliema e St Julians.

Raffael – Confesso que o que mais me atraiu neste foi a localização e a vista. Fica bem à beira da baia em St Julians e é bem bonito a noite. Mas não gostei muito do atendimento, e nem achei a comida excepcional. Também fiz reserva 1 dia antes.

Raffael e os outros 2 restaurantes vizinhos a ele, a beira da baia em St Julians


La Cuccagna – este eu também adorei!! E o melhor é que era bem pertinho do meu hotel, em Sliema. Optamos pelas pizzas e não houve arrependimento. Estavam deliciosas.

It–Torri – Fui nele algumas vezes no fim de tarde para ver o cair da noite, petiscar e tomar uma Cisk (a cerveja tipica Maltesa). O ambiente é bem agradável e a vista sensacional. Logo ao lado tem uma sorveteria (não lembro o nome agora) onde eu tomei sorvete algumas vezes e era bom também.

Surfside Bar and Grill – Mistura de bar e restaurante em Sliema com 4 andares. Muito legal para uma esticada na noite ou mesmo um happy hour. Nas varandas tem narguilé, o que atrai uma galera mais jovem. Estar sobre as pedras, na beira do mar, só deixa o local mais charmoso.

O clima praiano do Surfside

Time Square – foi o bar nosso de quase todos os dias. Quase sempre parávamos para tomar alguma cerveja importada, ou mesmo uma excelente Ale de Malta chamada Blue Label. Um pub bem aconchegante, com grande variedade de cervejas e excelente atendimento. Também é ótimo para os fãs de futebol; tem sempre algum jogo sendo transmitido.

Caffe Cordina – Um clássico em Valletta. Vale a parada para comer um sanduíche de Ftira, tomar um sorvete ou apenas tomar um café.

Mokrito – adorei o sorvete de lá. Havia um no Shopping The Point, em Sliema, bem perto do meu curso de inglês. Ia lá quase todo dia tomar sorvete de Nutella após as aulas.

Bom, acho que agora terminei de compartilhar tudo que eu queria sobre Malta. :)

Até a próxima viagem :)

Nat 

Comentários

  1. Oi Nat, tudo bem?
    Estou pensando em fazer um curso de inglês em Malta de 4 semanas em maio/2016 e o orçamento da agência está de R$ 4.600,00 (conexão malta, com acomodação), você acha que tá justo? o seu foi mais ou menos nessa faixa?
    Você viajou para outros países ou ficou só em Malta?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mayara! Tudo bem sim, obrigada! :)

      Troquei de laptop recentemente e demorei um pouco a localizar minha planilha com os valores. Na ocasião que fui paguei cerca de R$ 2600,00 so pelo curso (5h/dia por 3 semanas). Fechei a acomodação a parte em hotel e saiu tb por cerca de R$ 2600,00 para 2 pessoas (1300,00 para cada). Na epoca a cotação do euro estava em torno de R$ 2,79, ou seja, bem menor do que está agora.

      Antes de fechar com a STB peguei varios orçamentos em outras empresas e comparei. A STB nao foi o menor preço, mas foi a empresa que me ofereceu o tipo de curso + acomodação mais proxima do que eu buscava. Recomendo que você faça uma pesquisa pedindo mais um ou dois orçamento no mesmo padrão do curso que te ofereceram de modo a ver se os preços mudam muito (o preço vai variar por varios motivos: tipo do curso, duração, tipo de hospedagem, etc). Por isso é importante vc definir direitinho o que busca. Eu, por exemplo, não queria ficar hospedada em casa de familia e queria um curso com aulas pela manha e parte da tarde; então o preço ficou mais caro um pouco.

      Como fiquei 3 semanas por lá, em um dos finais de semana fui para a Sicilia (conto como foi neste post: http://profissaoturistaoficial.blogspot.com.br/2015/01/na-rota-do-vulcao-um-final-de-semana-na.html). No outro fiquei em Malta para conhecer as ilhas de Gozo e Comino, que eu nao conseguia visitar durante a semana. Apesar de um pais pequeno, tem tanta coisa em Malta para conhecer e visitar, que com as aulas do curso quase nao da tempo de ver tudo. Na volta para o Brasil voei de Air France e consegui fazer um "stop" (parada sem custo adicional oferecida por algumas cias aereas) em Paris de 2 noites. Foi pra fechar a viagem com chave de ouro :)

      Se quiser mais alguma dica ou precisar de mais alguma informação pode me escrever aqui. Tem mais 2 posts de Malta além deste aqui no blog tb com dicas.

      Beijos e boa sorte com a escolha do curso.

      Natália

      Excluir
  2. Ola!!!!
    Você conhece alguém que foi no mês de janeiro?
    Eu queria saber se é muito frio...
    Bjo
    Meu email é adrianemantova@hotmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Adriane :)
      Infelizmente não conheço ninguém que foi nesta época, mas pelo que ouvi dizer por lá, e pelo que li na internet, o clima fica agradavel durante todo o ano (extremamente quente entre junho e agosto) e no periodo do inverno as chuvas são mais constantes.

      Se for mesmo em janeiro, depois passe aqui para me contar como foi; Tb tenho planos de retornar lá em janeiro de 2016 ou 2017 :)

      Beijos

      Excluir
  3. Oi, eu fiz pesquisa de preços diretamente nas escolas (EC, por exemplo) e as mesmas pesquisas pela agência. Além da diferença de preço não ser muito grande, vc pode parcelar, o que não consegue se fechar direto com a escola.
    Além do mais tem a comodidade de a própria escola fechar o contrato pra vc. Vai que vc esquece alguma coisa...
    Mas o vôo fica mais barato sim se vc mesmo procurar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é...fiquei com medo de fazer por minha conta e esquecer de algo..acabei me rendendo a agencia. Deu tudo super certo :D

      Excluir
  4. Oi!
    Como funciona pacote de dados por lá? É fácil pegar um chip pré pago?
    obrigada!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! É super fácil! Comprei o meu no aeroporto mesmo. É só escolher seu plano e ativar ;)

      Excluir
  5. Boa tarde, estou pensando em fazer um intercâmbio em Malta no ano que vem, quais as melhores opções prós finais de semana na sua opinião? Vc acha que dá pra conhecer Paris e Grécia por exemplo?

    ResponderExcluir
  6. Olá, Paula. Se vc ainda não conhece Paris, acho um final de semana muito pouco... Paria tem muita coisa para fazer e precisa de mais dias. Quanto à Grecia, nao conheço, nao teria como opinar. Acho que nos finais de semana vc pode curtir os locais mais distantes de Malta e Italia (Sicilia e outras partes).

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigada por deixar o seu comentário por aqui :)

Postagens mais visitadas